Dicas para comprar uma Máquina de Costura

Na era do Do it Yourself (Faça Você Mesmo) as máquinas de costura são equipamentos cada vez mais úteis para personalizar aquele jeans, criar uma saia, estilizar a cortina do apartamento e até mesmo para os consertos do dia a dia, como reparar a costura daquela peça de roupa preferida.

Quem não conhece pode achar que todas as máquinas são iguais, mas cada uma tem uma funcionalidade diferente, e a escolha depende do uso e do valor que se pretende investir.

Profissional ou Doméstica?

Antes de escolher o equipamento você deve analisar o espaço que tem no local de instalação. Máquinas profissionais têm muito mais funcionalidades que as portáteis, porém exigem um espaço maior, pois contam com uma mesa acoplada. As máquinas profissionais custam mais caro e são mais recomendadas para o uso comercial, pois você passará muito tempo as utilizando.

Já os equipamentos portáteis têm menos funções, porém são mais baratos e podem ser guardadas em qualquer lugar. Devido ao tamanho reduzido, são capazes de executar menos tipos de pontos e são ideais para quem costura com pouca frequência e desenvolve trabalhos mais simples.

Necessidades

Identificar o seu uso é um passo importante, pois muitas máquinas têm funções limitadas e só executam costuras retas, por exemplo. Além disso, se você pretende fazer acabamentos em tecidos de algodão e viscose, que desfiam, ou fazer caseado de botões, é necessário verificar se a máquina que pretende comprar atende a essas especificidades e executam pontos como overloque.

Tipos de Pontos

  • Galoneira: usado para acabamentos em mangas e baias;
  • Invisível: usado em tecidos delicados para que a costura não fique aparente e para fixar botões;
  • Interloque: ponto reto e overloque simultâneo, usado para laterais de camisas;
  • Reto: ponto básico que une parte de tecidos;
  • Overloque: ponto profissional que permite o corte do tecido no momento da costura e evita desfiamento;
  • Zigue-Zague: ponto flexível, usado no acabamento e que dá textura ao tecido;

Diferenciais

  • Caseador: permite abrir casas para botões;
  • Display: controla os motores e armazenas tipos de pontos diferentes, podendo criar listas de mais usados, além de exibir alertas sobre necessidade de reparos;
  • Gabinete: permite o armazenamento de agulhas, botões e linhas;
  • Passador: torna a colocação da linha mais fácil e exige menos tempo na hora de fazer substituições;
  • Regulador de tensão: permite deixar o fio menos ou mais esticado para customizar o acabamento em tipos diferentes de tecido;

Muitas funções e novidades estão presentes nos equipamentos de costura, por isso é importante avaliar o custo-benefício das máquinas de acordo com as suas necessidades e expectativas para escolher o equipamento certo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>